Prinivil 5

Para que serve folheto informativo, informação para o utilizador

Folheto / Bula do Medicamento


Recomendações

  • Sempre verifique que não é alérgica a nenhum dos componentes
  • Lembre-se, sempre verifique com seu médico, a informação que nós oferecemos é indicativa e não de forma alguma substituir a de seu médico ou outro profissional de saúde.




Folheto informativo: Informação para o utilizador
Prinivil 5, 5 mg comprimidos
Prinivil 20 mg comprimidos
Lisinopril
Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois
contém informação importante para si.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
- Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O
medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de
doença.
- Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

O que contém este folheto:
1. O que é PRINIVIL e para que é utilizado
2. O que precisa de saber antes detomar PRINIVIL
3. Como tomar PRINIVIL
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar PRINIVIL
6. Conteúdo da embalagem e outras informações

1. O que é PRINIVIL e para que é utilizado
PRINIVIL é um medicamento que pertence ao grupo dos fármacos denominados
inibidores da enzima de conversão da angiotensina (inibidores da ECAs).
PRINIVIL promove o relaxamento dos vasos sanguíneos, melhorando a capacidade do
coração bombear o sangue para todas as partes do corpo. Esta ação ajuda a reduzir a
pressão arterial.
Em muitos doentes com insuficiência cardíaca, PRINIVIL ajuda o coração a funcionar
melhor.
O seu médico receitou–lhe PRINIVIL para tratar a sua hiperpressão (pressão arterial
elevada), a insuficiência cardíaca (fraqueza do músculo cardíaco, débito cardíaco
insuficiente) ou porque sofreu recentemente um ataque cardíaco (enfarte agudo do
miocárdio).
O seu médico também poderá ter-lhe receitado PRINIVIL porque sofre de
complicações renais relacionadas com a diabetes e pressão arterial elevada.
O que é a pressão arterial?
É a pressão que o seu coração transmite, ao bombear o sangue para todas as partes do
corpo. Sem pressão arterial, não haveria circulação de sangue pelo organismo. A



pressão (ou tensão) arterial normal é um dos indicadores de boa saúde. A pressão
arterial sofre alterações durante o dia, conforme a atividade, o stress e a excitação a que
está sujeito(a).
A sua pressão arterial é representada por dois números, por exemplo 120/80. O primeiro
mede a pressão enquanto o seu coração bate, o segundo mede a pressão entre
batimentos.
O que é pressão arterial elevada (hipertensão)?
Se a sua pressão arterial permanecer elevada mesmo quando está calmo e descontraído,
então tem hiperpressão. Esta surge quando os seus vasos sanguíneos estreitam, tornando
difícil a passagem do sangue.
Como poderei saber se tenho pressão arterial elevada?
A hipertensão, geralmente, não dá sintomas. A única maneira de saber se a sua pressão
arterial está elevada é medindo–a regularmente.
Porque se deve tratar a pressão arterial elevada?
A pressão arterial elevada obriga a um esforço suplementar do coração e das artérias
que, se for muito prolongado, pode originar o seu mau funcionamento. Poderá sentir–se
bem e não ter sintomas, mas se a hipertensão
não for tratada, poderá provocar lesões nos vasos sanguíneos do cérebro, do coração e
dos rins que resultam em acidentes vasculares cerebrais, insuficiência cardíaca,
insuficiência renal e cegueira.
A pressão arterial elevada pode ser tratada e controlada com medicamentos como
PRINIVIL.
O seu médico poderá dizer–lhe qual a pressão arterial que deverá ter e a maneira de a
controlar. Siga os conselhos do seu médico.
O que é insuficiência cardíaca?
Ter insuficiência cardíaca significa que o seu coração tem dificuldade em bombear,
com a força necessária, o sangue para todas as partes do corpo.
Ter insuficiência cardíaca não significa ter ataque cardíaco. No entanto, alguns doentes
desenvolvem insuficiência cardíaca depois de terem tido ataques cardíacos. No entanto,
a insuficiência cardíaca pode ter outras causas.
Os doentes poderão não ter sintomas no início da doença, mas à medida que ela
progride, poderão começar a sentir falta de ar, cansar–se facilmente, mesmo depois de
atividade física ligeira (por ex: andar a pé). Além disso, podem ter diferentes partes do
corpo inchadas, começando normalmente nos tornozelos e pés.
Na insuficiência cardíaca grave, os doentes poderão ter sintomas, mesmo quando estão
em repouso.
Porque se deve tratar a insuficiência cardíaca?
Todos estes sintomas podem dificultar as suas atividades diárias.
O seu médico poderá recomendar–lhe vários medicamentos para melhorar os sinais e
sintomas da doença. Se seguir os conselhos do seu médico, conseguirá mais facilmente



desenvolver as suas atividades diárias, porque poderá respirar melhor, sentir–se menos
cansado(a) e reduzir os inchaços no corpo.
2. O que precisa de saber antes de tomar PRINIVIL
Não tome PRINIVIL
– se tem alergia (hipersensibilidade) ao lisinopril ou a qualquer outro componente deste
medicamento (indicados na secção 6).
(ver secção 1. O que é PRINIVIL e para que é utilizado);
– se já fez tratamento com algum medicamento do mesmo grupo do PRINIVIL
(inibidores IECAs) e teve reações alérgicas como inchaço da cara, dos lábios, da língua
e/ou da garganta, com dificuldade em engolir ou respirar. Não deve tomar PRINIVIL se
já teve reações deste tipo sem causa conhecida, ou se lhe foi diagnosticado angioedema
hereditário ou idiopático.
– se tiver mais do que três meses de gravidez. (também é preferível não tomar
PRINIVIL no início da gravidez – ver secção "Gravidez e aleitamento")
Se tem dúvidas quanto ao tratamento com PRINIVIL, fale com o seu médico.
Advertências e precauções
Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar PRINIVIL.
O que devo dizer ao meu médico antes de tomar PRINIVIL?
Fale com o seu médico sobre quaisquer problemas de saúde que possa ter, ou já tenha
tido, e sobre as suas alergias.
Informe também o seu médico se:
– sofre de doenças do sangue;
- sofre de diabetes;
- sofre de problemas de fígado;
- sofre de doença renal;
– está a fazer diálise ou algum tratamento com medicamentos diuréticos;
– está a fazer dieta pobre em sal;
– está a tomar suplementos de potássio, medicamentos poupadores de potássio ou
substitutos do sal contendo potássio;
– teve recentemente vómitos ou diarreia prolongados.
Nestes casos, o seu médico poderá ter de fazer ajustamentos na dose diária de
PRINIVIL.
Informe o seu médico no caso de já ter tido alguma reação alérgica acompanhada de
inchaço da cara, dos lábios, da língua e/ou da garganta, com dificuldade em engolir ou
respirar. Informe também o seu médico se for fazer um tratamento chamado aférese das



LDL, ou um tratamento de dessensibilização para reduzir o efeito alérgico às picadas de
abelha ou vespa.
Informe igualmente o seu médico se sofre de pressão arterial baixa (hipotensão), cujos
sintomas são uma sensação de desmaio ou tonturas quando se levanta.
Se for ao dentista ou tiver de ser operado, informe o médico cirurgião (ou anestesista)
ou o dentista que está a tomar PRINIVIL, pois em associação com a anestesia poderá
ocorrer uma descida acentuada da pressão arterial.
Outros medicamentos e PRINIVIL
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, ou tiver tomado
recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos.
Geralmente, PRINIVIL pode ser tomado com outros medicamentos.
Para que o seu médico possa receitar–lhe a dose correta de PRINIVIL, ele precisa de
saber se está a tomar outro(s) medicamento(s) para baixar a pressão arterial,
medicamentos diuréticos, medicamentos contendo potássio (incluindo os substitutos de
sal para dieta), lítio (receitado para tratar determinadas depressões), outros
medicamentos antidepressivos e antipsicóticos, antidiabéticos e certos medicamentos
para as dores ou artrite.

Gravidez e amamentação e fertilidade
Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte
o seu médico ou farmacêutico antes de tomar este medicamento.
Deve informar o seu médico se pensa estar grávida (ou planeia engravidar). PRINIVIL
não está recomendado no início da gravidez e não deve ser tomado após o terceiro mês
de gravidez, uma vez que pode ser gravemente prejudicial para o bebé se utilizado a
partir desta altura.
Gravidez
Deve informar o seu médico se pensa que está grávida (ou planeia engravidar). O seu
médico normalmente aconselha-la-á a interromper PRINIVIL antes de engravidar ou
assim que estiver grávida e a tomar outro medicamento em vez de PRINIVIL.
PRINIVIL não está recomendado no início da gravidez e não deve ser tomado após o
terceiro mês de gravidez, uma vez que pode ser gravemente prejudicial para o bebé se
utilizado a partir desta altura.
AmamentaçãoDeverá informar o seu médico de que se encontra a amamentar ou que
pretende a iniciar a amamentação. PRINIVIL não está recomendado em mães a
amamentar especialmente se o bebé for recém-nascido ou prematuro; nestes casos o seu
médico poderá indicar outro tratamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas



As respostas individuais a este medicamento podem variar. Poderá sentir tonturas e
fadiga, principalmente no início do tratamento ou quando se aumenta a dose. Alguns
efeitos secundários relatados com PRINIVIL podem afetar a capacidade de alguns
doentes para conduzir ou utilizar máquinas. (ver secção 4).
3. Como tomar PRINIVIL
Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico ou farmacêutico.
Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
PRINIVIL pode ser tomado durante ou entre as refeições, com um copo de água.
O seu médico decidirá qual a dose apropriada para si, consoante a sua doença e os
medicamentos que estiver a tomar na altura.
Tome PRINIVIL todos os dias, exatamente conforme indicado pelo seu médico. É
importante que tome PRINIVIL durante o tempo que o seu médico considerar
necessário.
Não altere a dose receitada, nem interrompa o tratamento sem consultar o seu médico.
Para o tratamento da hipertensão
A dose inicial normalmente recomendada é de 10 mg (dois comprimidos de 5 mg ou
meio comprimido de 20 mg), uma vez por dia.
A dose de manutenção usual é de 1 comprimido de 20 mg tomado uma só vez ao dia.
A dose máxima diária não deverá exceder 80 mg.
Insuficiência cardíaca
A dose inicial normalmente recomendada é de 2,5 mg (meio comprimido de 5 mg), uma
vez por dia.
A dose de manutenção usual é de 5 a 20 mg, uma vez por dia.
Após ataque cardíaco
A dose inicial normalmente recomendada é de 5 mg (1 comprimido) no primeiro e
segundo dias.
A dose de manutenção é de 10 mg (2 comprimidos de 5 mg ou meio comprimido de 20
mg), uma vez por dia.
Complicações renais na diabetes
A dose usual é de 10 mg ou 20 mg, uma vez por dia.
Utilização em crianças
PRINIVIL foi estudado nas crianças. Para mais informação, fale com o seu médico.
Utilização em idosos (mais de 65 anos)
Dependendo da sua função renal, o seu médico pode determinar uma posologia
diferente.



Se tomar mais PRINIVIL do que deveria
No caso de tomar uma dose excessiva, deve contactar o seu médico imediatamente,
para que ele o(a) observe.
Os sintomas mais prováveis de sobredosagem serão tonturas ou vertigens, devido a uma
queda brusca ou excessiva da pressão arterial.
Caso se tenha esquecido de tomar PRINIVIL
Deve tomar PRINIVIL dentro do horário recomendado pelo seu médico, ou assim que
puder. Mas, se estiver quase na hora de tomar a próxima dose, esqueça a dose em falta.
Não tome uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.
Volte a tomar os comprimidos dentro do horário previsto.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico
ou farmacêutico.

4. Efeitos secundários possíveis
Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários,
embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

PRINIVIL é geralmente bem tolerado. Os efeitos secundários mais frequentes são dores
de cabeça, fadiga, diarreia, vómitos, doença renal, tosse, tonturas e vertigens devido à
queda da pressão arterial ao levantar-se com uma certa rapidez. Outros efeitos
secundários menos frequentes são insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral, dor
abdominal, indigestão, náuseas, erupção cutânea, prurido, fraqueza, alterações do
humor, alterações do paladar, perturbações do sono, parestesias, rinite, impotência,
aumentos da uremia, aumentos da creatinina sérica, aumentos das enzimas hepáticas,
hipercaliemia
Outros efeitos secundários raros são: reduções da hemoglobina, reduções do
hematócrito, confusão mental, secura de boca, hipersensibilidade/edema angioneurótico
(edema angioneurótico da face, extremidades, lábios, língua, glote e/ou laringe,
urticária, alopecia, psoríase), uremia, insuficiência renal aguda, ginecomastia, aumentos
da bilirrubina sérica, hiponatremia.
Muito raramente podem ocorrer outros efeitos secundários, mas alguns deles poderão
ser graves, como por exemplo, icterícia (pele e/ou olhos amarelos), urinar pouco ou
nada, e fortes dores abdominais. Outros efeitos secundários muito raros são depressão
da medula óssea, anemia, trombocitopenia, leucopenia, neutropenia, agranulocitose,
anemia hemolítica, linfadenopatia, doença auto-imune, hipoglicemia, broncospasmo,
sinusite, alveolite alérgica/pneumonia eosinofílica, pancreatite, angioedema intestinal,
hepatite - tanto hepatocelular como colestática, insuficiência hepática, diaforése,



pênfigo, necrólise epidérmica tóxica, síndrome de Stevens-Johnson, eritema
multiforme,
Foi notificado um complexo sintomático que poderá incluir um ou mais dos efeitos
seguintes: poderão ocorrer febre, vasculite, mialgia, artralgia/artrite, anticorpos
antinucleares positivos (ANA), taxa de sedimentação dos eritrócitos elevada (TSE),
eosinofilia e leucocitose, exantema, fotossensibilidade ou outras manifestações
dermatológicas.
Peça ao seu médico ou ao farmacêutico informação mais detalhada sobre os efeitos
secundários.
Informe o seu médico ou o farmacêutico no caso de ocorrer qualquer um destes ou
outros sintomas não usuais.
Pare o tratamento com PRINIVIL e contacte o seu médico imediatamente, nos
seguintes casos:
– se ocorrer inchaço da face, lábios, língua e/ou garganta causando dificuldade em
engolir ou respirar
– se as suas mãos, pés ou tornozelos incharem
– se tiver urticária
A dose inicial poderá provocar uma descida maior na pressão arterial do que a que
eventualmente possa ocorrer durante a continuação do tratamento. Os sinais dessa
descida da pressão são sensação de desmaio ou tonturas. Será aconselhável deitar-se um
pouco. Aconselhe-se com o seu médico se achar conveniente.
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não
indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico.

5. Como conservar PRINIVIL
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Conservar a temperatura inferior a 30º C.
Conservar ao abrigo da humidade.
Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem, após
VAL.. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Os dois primeiros algarismos indicam o mês; os últimos quatro algarismos indicam o
ano.




Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte
ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas
ajudarão a proteger o ambiente.

6. Conteúdo da embalagem e outras informações
Qual a composição de PRINIVIL
Prinivil 5, 5 mg comprimidos
-A substância ativa é o lisinopril, Cada comprimido contém lisinopril di-hidratado
equivalente a 5 mg de lisinopril anidro.
- Os outros componentes são: Manitol, hidrogenofosfato de cálcio di-hidratado, amido
de milho, amido pré-gelificado e estearato de magnésio.
Prinivil 20 mg comprimidos
- A substância ativa é o lisinopril. Cada comprimido contém lisinopril di-hidratado
equivalente a 20 mg de lisinopril anidro.
- Os outros componentes são: Manitol, hidrogenofosfato de cálcio di-hidratado, amido
de milho, amido pré-gelificado, estearato de magnésio, óxido de ferro vermelho (E172)
e óxido de ferro amarelo (E172).
Qual o aspeto de PRINIVIL e conteúdo da embalagem
Prinivil 5, 5 mg comprimidos
Os comprimidos são brancos, em forma de triângulo de bordos arredondados, com a
gravação 'PRINIVIL' numa face e ranhurados na outra.
Estão disponíveis em embalagens de 10, 20, 30 e 60 comprimidos, acondicionados em
em blisters de PVC/Alu.
Prinivil 20 mg comprimidos
Os comprimidos são cor de pêssego, em forma de triângulo de bordos arredondados,
com a gravação 'PRINIVIL' numa face e ranhurados na outra.
Estão disponíveis em embalagens de 20, 30 e 60 comprimidos, acondicionados em
blisters de PVC/Alu.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante
Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Merck Sharp & Dohme, Lda.
Quinta da Fonte



Edifício. Vasco da Gama, 19
Porto Salvo
2770-192 Paço de Arcos
Portugal
Tel: 800202520
Fax: 21 446 57 22
E-mail: [email protected]

Fabricantes
Frosst Iberica, S.A.
Via Complutense, 140
28805 Alcalá de Henares - Madrid
Espanha
Merck Sharp & Dohme, Ltd.
Shotton Lane
NE23 3JU Cramlington - Northumberland
Reino Unido

Este folheto foi revisto pela última vez em