MAGNESIA CARBONICA

Para que serve folheto informativo, informação para o utilizador

Folheto / Bula do Medicamento


Recomendações

  • Sempre verifique que não é alérgica a nenhum dos componentes
  • Lembre-se, sempre verifique com seu médico, a informação que nós oferecemos é indicativa e não de forma alguma substituir a de seu médico ou outro profissional de saúde.


MAGNESIA CARBONICA


(MgCO ) Mg(OH) . 5H O; 544,04
3 4
2
2

Sinonímia homeopática. Magnesii subcarbonas, Magnesium carbonicum, Carbonato de magnésio,
Carbonas magnesicus.

Nome químico. carbonato básico de magnésio pentaidratado.

DESCRIÇÃO

Caracteres físico-químicos. Sólido branco inodoro.

Solubilidade. Insolúvel em água e em etanol. Solúvel em ácidos diluídos com efervescência.

Temperatura de decomposição. Decompõem-se em MgO a 700 °C.

Densidade relativa (V.2.5) F. Bras. IV. 2,16g/ml.

Incompatibilidades. Ácidos diluídos, hidróxidos, fosfatos alcalinos solúveis, carbonatos e
bicarbonatos alcalinos.

ESPECIFICAÇÃO

O carbonato de magnésio é o carbonato básico de magnésio hidratado Ele contém o equivalente a
não menos que 40,0% e não mais que 43,0% de óxido de magnésio (MgO). Mínimo de 24,0% de
magnésio.

IDENTIFICAÇÃO

A. Quando tratado com ácido clorídrico 3 M dissolve com forte efervescência resultando solução
que responde às reações de identificação para magnésio (V.3.1.1.) F.Bras. IV.

B. O carbonato de magnésio hidratado responde às reações de identificação para carbonato
(V.3.1.1.) F.Bras. IV.

ENSAIOS DE PUREZA

Dissolver 5 g da amostra em 100 ml de solução 2 M de ácido acético. Cessando a efervescência,
ferver por dois minutos, esfriar e levar o volume a 100 ml com o mesmo ácido. Filtrar se necessário
através de filtro de vidro sinterizado (Solução teste).

Arsênio. 10 ml da Solução teste respondem à prova de limite de arsênio No máximo 2ppm.

Ferro. Dissolver 0,1 g da amostra em 3 ml de solução de ácido clorídrico 2 M e adicionar água
purificada até o volume de 10 ml. Transferir 2,5 ml desta solução para outro frasco e adicionar água
purificada até o volume de 10 ml. A solução resultante atende ao ensaio-limite para ferro (V.3.2.4)
F. Bras. IV. No máximo 400 ppm.

Cloretos. Diluir 3,3 ml da Solução teste com água purificada até o volume de 15 ml. A solução
resultante atende ao ensaio-limite para cloretos (V.3.2.1) F. Bras. IV. No máximo 300 ppm.

Cálcio. Transferir 0,3 g da amostra, pesado com precisão de 1 mg, umedecer com água purificada,
dissolver com ácido clorídrico M até não haver produção de gás. Adicionar 5 ml de solução de
hidróxido de sódio 5 M e 5 ml de calcona SI. Titular com solução padrão de edetato dissódico 0,05
M SV até que a cor mude de vermelho-púrpura para azul. Cada ml consumido corresponde a 0,002
2+
g de Ca . No máximo 0,1%.

Sulfatos. Diluir 1 ml da Solução teste com água purificada até o volume de 15 ml. A solução
resultante atende ao ensaio-limite para sulfatos (V.3.2.2). F. Bras. IV. Não deve ser superior a
0,3%.

Substâncias Solúveis. Misturar 2 g da substância com 10 ml de água purificada, ferver por 5
minutos, filtrar ainda quente, deixar esfriar e adicionar água purificada até volume de 100 ml.
Evaporar 50 ml do filtrado à secura (100 – 105 ºC) até peso constante. O resíduo não deve ser
superior a 0,01 g.

Substâncias insolúveis em ácidos. Misturar 10 g da amostra com 75 ml de água purificada,
adicionar ácido clorídrico 2 M em pequenas quantidades com agitação constante até dissolução total
do carbonato de magnésio (não ocorrendo efervescência); Ferver por 5 minutos. Caso exista algum
resíduo insolúvel filtrar e lavar com água purificada até que o último líquido de lavagem esteja livre
de cloreto (teste com AgNO3). O peso do resíduo, caso exista, após queima, não deve exceder
0,005 g ou seja, 0,05% (p/p).

DOSEAMENTO

Umedecer com 20 ml de água purificada aproximadamente 0,5 g da amostra, pesado com precisão
de 1 mg, adicionar 50 ml de solução padronizada de ácido clorídrico M. Titular o excesso de ácido
com solução padronizada de hidróxido de sódio M até coloração rósea, usando como indicador
solução de fenolftaleína SI, Cada ml da solução de ácido clorídrico que reagiu com a amostra,
corresponde a 0,020 g de MgO.

CONSERVAÇÃO

Conservar em frasco neutro, âmbar, bem fechado.

FORMA DERIVADA

Ponto de partida. Carbonato de magnésio (MgCO ) Mg(OH) . 5H O.
3 4
2
2
Insumo inerte. Utilizar Lactose até 3CH ou 6 DH e para as demais, seguir a regra geral de
preparação de formas farmacêuticas derivadas.

Método. Hahnemanniano (XI. I), Korsakoviano (XI.II), Fluxo Contínuo (XI.III); Farm. Hom. Bras.
II, 1997.

Dispensação. A partir da 1CH ou 1DH seguindo regra geral de dispensação.

Conservação. Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado.

Document Outline Solubilidade. Insol