Eprex 4000 UI/ml Solução Injectável

Para que serve folheto informativo, informação para o utilizador

Folheto / Bula do Medicamento


Recomendações

  • Sempre verifique que não é alérgica a nenhum dos componentes
  • Lembre-se, sempre verifique com seu médico, a informação que nós oferecemos é indicativa e não de forma alguma substituir a de seu médico ou outro profissional de saúde.




FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR
EPREX 2000 UI/ml, 4000 UI/ml e 10 000 UI/ml SOLUÇÃO INJECTÁVEL EM
FRASCOS PARA INJECTÁVEIS E EM SERINGAS PRÉ-CHEIAS
(epoetina alfa)
Leia este folheto cuidadosamente antes de começar a utilizar este medicamento.
Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o reler.
Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.
Este medicamento foi receitado para si. Não deve dá-lo a outros; o medicamento pode ser-
lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.
Neste folheto:
1. O que é EPREX e para que é utilizado
2. Antes de utilizar EPREX
3. Como utilizar EPREX
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar EPREX
6. Outras informações

1. O que é EPREX e para que é utilizado
EPREX contém epoetina alfa - uma proteína que estimula a medula óssea a produzir mais
glóbulos vermelhos do sangue, que transportam a hemoglobina (uma substância que
transporta o oxigénio). A epoetina alfa é uma cópia da proteína humana, eritropoetina e
actua de forma idêntica.
EPREX é utilizado para tratar anemia sintomática causada por doença renal:
em crianças em hemodiálise;
em adultos em hemodiálise ou diálise peritoneal;
na anemia grave nos adultos ainda não submetidos a diálise.
Se tem doença renal, pode ter pouca quantidade de glóbulos vermelhos se o seu rim não
produzir eritropoetina suficiente (necessária para a produção de glóbulos vermelhos).
EPREX é prescrito para estimular a sua medula óssea a produzir mais glóbulos vermelhos.
EPREX é utilizado para tratar anemia se estiver a receber quimioterapia para tumores
sólidos, linfoma maligno ou mieloma múltiplo (cancro da medula óssea) e se o seu médico
decidir que poderá ter grande necessidade de uma transfusão sanguínea. EPREX pode
reduzir a necessidade de transfusão sanguínea.




EPREX é utilizado em doentes com anemia moderada que vão ser sujeitos a uma cirurgia e
antes disso vão doar sangue para que o seu próprio sangue lhes possa ser restituído durante
e após a cirurgia. Dado que EPREX estimula a produção de glóbulos vermelhos, os
médicos podem tirar mais sangue desses doentes.
EPREX pode ser utilizado em adultos com anemia moderada que vão ser submetidos a uma
cirurgia ortopédica (por exemplo, para operações da bacia ou joelho), reduzindo a
necessidade de transfusões sanguíneas.

2. Antes de utilizar EPREX
Não utilize EPREX...
Se tem tensão alta, que não é convenientemente controlada com medicamentos para baixar
a tensão.
Se tem alergia (hipersensibilidade) à epoetina alfa ou a qualquer outro componente de
EPREX (listados na Secção 6, Outras informações).
Se vai ser sujeito a uma cirurgia ortopédica major (tais como cirurgia à bacia ou joelho) e
se:
tem doença de coração grave
tem problemas graves nas veias e artérias
teve um ataque cardíaco ou trombose recentemente
não pode tomar medicamentos para tornar o sangue mais fluido.
EPREX pode não ser adequado para si. Por favor informe o seu médico. Durante o
tratamento com EPREX, algumas pessoas têm a necessidade de tomar medicamentos para
reduzir o risco de coágulos no sangue. Não deve tomar EPREX se não pode tomar
medicamentos para prevenir a coagulação do sangue.
Se lhe foi diagnosticado Aplasia Eritróide Pura (a medula óssea não consegue produzir
glóbulos vermelhos suficientes) após prévio tratamento com qualquer medicamento que
estimule a produção de glóbulos vermelhos (incluindo EPREX). Ver secção 4, Efeitos
secundários possíveis.
Para estimular a produção de glóbulos vermelhos (para que possa ser colhido mais sangue),
no caso de não poder ter transfusões sanguíneas com o seu próprio sangue durante ou
depois da cirurgia.
Tome especial cuidado com EPREX
É importante informar o seu médico se algum dos seguintes pontos se aplica a si. Embora
tomar EPREX possa ainda ser indicado, deverá falar primeiro com o seu médico.




Se sabe que sofre ou sofreu de:
doença cardíaca, incluindo angina;
tensão arterial elevada;
coágulos sanguíneos ou tem risco elevado de os desenvolver (por exemplo, se é obeso, se
tem diabetes ou se permanece deitado por períodos longos devido a cirurgia ou doença)
ataques ou convulsões epilépticas;
anemia de outras causas;
doença hepática;
porfíria (uma doença rara do sangue)
Se for um doente oncológico tenha em atenção que os medicamentos que estimulam a
produção de glóbulos vermelhos (como EPREX) podem actuar como factores de
crescimento e, por isso, teoricamente pode afectar a progressão do cancro. Dependendo da
sua situação, poderá ser preferível uma transfusão de sangue. Por favor, fale com o seu
médico.
Tome especial cuidado com outros medicamentos que estimulam a produção de glóbulos
vermelhos: EPREX faz parte de um grupo de medicamentos que estimulam a produção de
glóbulos vermelhos, à semelhança da proteína humana eritropoetina. Por favor, assegure
que está exactamente documentado qual o medicamento que está a utilizar Se lhe for
prescrito outro medicamento deste grupo, que não EPREX, durante o seu tratamento, fale
com o seu médico ou farmacêutico antes de o utilizar.
Ao utilizar EPREX com outros medicamentos:
Normalmente, EPREX não interage com outros medicamentos, mas por favor, informe o
seu médico se estiver a tomar (ou tenha tomado recentemente), qualquer outro
medicamento – incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Se está a tomar um medicamento chamado ciclosporina (usado, por exemplo, após
transplantes renais), o seu médico pode pedir análises sanguíneas especiais para medir os
seus níveis de ciclosporina enquanto estiver a tomar EPREX.
Suplementos de ferro e outros antianémicos podem aumentar a efectividade de EPREX. O
seu médico decidirá se será aconselhável tomá-los.
Se tiver que se deslocar ao hospital, clínica ou médico de família, informe os profissionais
de saúde que está a ser tratado com EPREX. Pode afectar outros tratamentos ou resultados
de análises.
Gravidez e aleitamento
É importante informar o seu médico se alguma das situações seguintes se aplicar a si.
Poderá utilizar EPREX, mas fale com o seu médico primeiro.
- se estiver grávida, ou achar que pode estar grávida




- se estiver a amamentar

3. Como utilizar EPREX
O seu médico pediu-lhe análises sanguíneas e decidiu que tem necessidade de tomar
EPREX.
EPREX pode ser administrado por injecção:
Ou numa veia ou através de um tubo que entra dentro de uma veia (intravenosa);
Ou sob a pele (subcutânea).
O seu médico decidirá qual a via de administração a utilizar para a injecção de EPREX.
Normalmente, a injecção ser-lhe-á administrada por um médico, enfermeiro ou outro
profissional de saúde. Algumas pessoas, dependendo do motivo do tratamento com
EPREX, poderão mais tarde aprender como injectar neles próprios sob a pele: ver
Instruções em como injectar EPREX a si próprio.
EPREX não deve ser utilizado:
após ter expirado o prazo de validade impresso no rótulo e na embalagem exterior;
se souber, ou pensar que foi acidentalmente congelado, ou
se ocorreu uma falha na refrigeração.
A dose que recebe de EPREX é baseada no seu peso corporal em quilogramas. A causa da
sua anemia é também um factor a considerar para a decisão da dose correcta pelo seu
médico.

O seu médico irá monitorizar regularmente a sua tensão arterial sanguínea enquanto estiver
a tomar EPREX.
Pessoas com doença renal
O seu médico irá manter o seu nível de hemoglobina entre 10 e 12 g/dL, uma vez que um
nível mais alto de hemoglobina pode aumentar o risco de coágulos sanguíneos e morte.
Habitualmente, a dose inicial de EPREX para adultos e crianças é de 50 Unidades
Internacionais (UI) por quilograma (/Kg) de peso corporal, 3 vezes por semana. Para
doentes em diálise peritoneal, EPREX é administrado duas vezes por semana.
Para adultos e crianças, EPREX é administrado por uma injecção na veia ou através de um
tubo que entra dentro de uma veia. Quando este acesso (pela veia ou por tubo) não está
prontamente disponível, o seu médico pode decidir administrar-lhe EPREX sob a pele (via
subcutânea). Isto inclui doentes em diálise peritoneal.
O seu médico irá pedir análises sanguíneas de rotina para verificar a sua resposta ao
tratamento e para ajustar a dose, normalmente de 4 em 4 semanas.




Assim que a sua anemia estiver corrigida, o seu médico continuará a verificar regularmente
o seu sangue e a sua dose pode ser posteriormente ajustada, de forma a manter a sua
resposta ao tratamento.
Podem ser-lhe dados suplementos de ferro antes e durante o tratamento com EPREX para o
tornar mais eficaz.
Se estiver a fazer diálise, quando começar o tratamento com EPREX, as suas sessões de
diálise poderão ter de ser ajustadas. O seu médico decidirá o que fazer.
Adultos a receber quimioterapia
O seu médico pode iniciar o seu tratamento com EPREX se a sua hemoglobina for igual ou
inferior a 10 g/dl.
O seu médico irá manter o seu nível de hemoglobina entre 10 e 12 g/dl, uma vez que
umnível mais elevado de hemoglobina poderá aumentar o risco de coágulos sanguíneos e
morte.
A dose inicial é tanto de 150 UI por quilograma de peso corporal, três vezes por semana
como de 450 UI por quilograma de peso corporal, uma vez por semana.
EPREX é administrado por injecção sob a pele.
O seu médico irá pedir análises sanguíneas e poderá ajustar a dose, dependendo da sua
resposta ao tratamento.
Podem ser-lhe dados suplementos de ferro antes e durante o tratamento com EPREX para o
tornar mais eficaz.
Normalmente, continuará a receber EPREX até um mês depois do fim da quimioterapia.
Adultos em programas de doação do seu próprio sangue:
A dose habitual de EPREX é de 600 UI por quilograma de peso corporal, duas vezes por
semana.
EPREX é administrado por injecção numa veia durante as 3 semanas antes da cirurgia, após
ter dado sangue.
Podem ser-lhe dados suplementos de ferro antes e durante o tratamento com EPREX para o
tornar mais eficaz.
Adultos com marcação para cirurgia ortopédica major
A dose recomendada é de 600 UI por quilograma de peso corporal, uma vez por semana.
EPREX é dado durante três semanas antes da cirurgia e no dia da cirurgia, por injecção sob
a pele.
Nos casos em que existe necessidade de encurtar o período antes da operação, uma dose de
300 UI/kg é-lhe administrada diariamente nos dez dias anteriores à cirurgia, no dia da
cirurgia e durante os quatro dias imediatamente depois.
Se as análises sanguíneas mostrarem a hemoglobina muito elevada antes da operação, o
tratamento será interrompido.
Podem ser-lhe dados suplementos de ferro antes e durante o tratamento com EPREX para o
tornar mais eficaz.




Instruções em como injectar EPREX a si próprio
Quando o tratamento começa, EPREX é normalmente injectado por um profissional médico
ou de enfermagem. Mais tarde, o seu médico pode sugerir que seja o próprio ou o seu
prestador de cuidados de saúde a aprender a injectar EPREX sob a pele (administração
subcutânea).
Não tente injectar-se a si próprio a menos que tenha sido treinado para o fazer por um
médico ou enfermeiro.
Use sempre EPREX exactamente como lhe foi ensinado pelo seu médico ou enfermeiro.
Assegure-se de que apenas injecta a quantidade de líquido indicada pelo seu médico ou
enfermeiro.
Use apenas EPREX se este foi correctamente conservado – ver secção 5, Como conservar
EPREX
Antes de usar, deixe a seringa ou o frasco de EPREX fora do frigorífico até atingir a
temperatura ambiente. Isto normalmente demora entre 15 a 30 minutos. Utilize a seringa ou
frasco nos 3 dias a/o ter retirado do frigorífico.
Utilize apenas uma dose de EPREX de cada seringa ou frasco para injectáveis.
Se EPREX é injectado sob a pele (administração subcutânea), a quantidade injectada não é,
normalmente, mais do que um mililitro (1 ml) numa única injecção.
EPREX é administrado sozinho e não é misturado com outros líquidos para injecção.
Não agite as seringas pré-cheias ou os frascos para injectáveis de EPREX. Uma agitação
vigorosa e prolongada pode danificar o medicamento. Não utilize o medicamento, se o
produto tiver sido agitado vigorosamente.

Como se auto-injectar utilizando uma seringa pré-cheia:
As seringas pré-cheias estão ajustadas a um dispositivo de segurança para a agulha, de
modo a prevenir lesões de picada, após a sua utilização. Este facto está indicado na
embalagem.
Tire a seringa do frigorífico. O líquido tem que atingir a temperatura ambiente.
Verifique a seringa, para se assegurar que é a dose correcta, que o prazo de validade não
expirou, que não está danificada, que o líquido é límpido e que não está congelado.
Escolha um local para a injecção. Os bons locais incluem a porção superior da coxa e a
barriga (abdómen) mas afastado do umbigo. Varie o local de injecção de dia para dia.
Lave as mãos. Limpe o local de injecção com um anti-séptico, para desinfectar.
Tire a capa da seringa segurando o tubo e retirando a capa cuidadosamente sem torcer. Não
empurre o êmbolo, não toque na agulha e não agite a seringa.
Empurre o êmbolo, para remover qualquer quantidade de líquido da seringa de que não
necessite antes de injectar sob a pele, de modo a ter apenas a quantidade de líquido,
indicada pelo seu médico ou enfermeiro.




Faça uma prega na pele com o dedo polegar e o indicador. Não pressione.
Empurre a agulha completamente. O seu médico ou enfermeiro poderão demonstrar-lhe
como o fazer.
Verifique que não perfurou nenhum vaso sanguíneo. Puxe ligeiramente o êmbolo para trás.
Se visualizar sangue, deite fora a seringa e tente noutro local.
Empurre o êmbolo com o seu dedo polegar o máximo possível, para injectar na totalidade o
líquido correspondente à dose correcta a injectar. Empurre lenta e uniformemente,
mantendo a prega da pele. O dispositivo de segurança da agulha não será activado, a menos
que a dose seja administrada na sua totalidade.
Quando o êmbolo é empurrado até ao máximo, retire a agulha e largue a pele.
Retire o seu polegar do êmbolo e permita que a seringa se mova para cima, até que a agulha
seja completamente coberta pelo dispositivo de segurança.
Limpe novamente o local da injecção com um anti-séptico e pressione durante alguns
segundos, após a injecção.
Elimine a seringa usada num contentor seguro – ver secção 5, Como conservar EPREX.
Como se auto-injectar utilizando uma injecção preparada a partir de um frasco para
injectáveis:
Tire um frasco para injectáveis do frigorífico. O líquido tem que atingir a temperatura
ambiente.
Verifique o frasco para injectáveis, para se assegurar que é a dose correcta, que o prazo de
validade não expirou, que não está danificado, que o líquido é límpido e que não está
congelado.
Junte todo o material de que necessita para a sua injecção: uma seringa, uma agulha e
compressas com anti-séptico.
Lave as mãos.
Remova a protecção do topo do frasco para injectáveis, mas não a tampa de borracha.
Limpe a tampa de borracha com um anti-séptico.
Remova a cobertura da agulha da seringa. Puxe para fora o êmbolo da seringa, para encher
a seringa com a quantidade de ar igual à quantidade de líquido prescrita pelo seu médico.
Colocar o frasco para injectáveis numa superfície plana e empurre a agulha da seringa
através da tampa de borracha. Empurre o êmbolo da seringa para adicionar o ar no frasco
para injectáveis.
Vire o frasco para injectáveis e a seringa para baixo. Puxe o êmbolo da seringa para encher
a seringa com a quantidade correcta de líquido do frasco para injectáveis. É importante, que
a agulha permaneça sempre no líquido, para prevenir a formação de bolhas de ar na seringa.
Remova a seringa e a agulha do frasco para injectáveis. Segure a seringa apontada para
cima, para verificar se tem bolhas de ar. Se existirem bolhas de ar pressione suavemente o
êmbolo até que todo o ar (mas nenhum líquido) tenha sido removido.
Escolha um local para a injecção. Os locais adequados incluem a porção superior da coxa e
barriga (abdómen), afastado do umbigo. Varie o local de injecção de dia para dia.
Limpe o local de injecção com um anti-séptico, para desinfectar.
Faça uma prega na pele com o dedo polegar e o indicador. Não pressione.




Empurre a agulha completamente. O seu médico ou enfermeiro poderão demonstrar-lhe
como o fazer.
Verifique que não perfurou nenhum vaso sanguíneo. Puxe o êmbolo para trás. Se visualizar
sangue, deite fora a seringa e tente noutro local.
Empurre o êmbolo com o seu dedo polegar o máximo possível, para injectar o líquido.
Empurre lenta e uniformemente, mantendo a prega da pele.
Quando o êmbolo é empurrado até ao máximo, retire a agulha e largue a pele.
Limpe novamente o local da injecção com um anti-séptico e pressione durante alguns
segundos, após a injecção.
Elimine a sua seringa usada num contentor seguro. Se sobrar algum líquido no frasco para
injectáveis após a injecção, o frasco para injectáveis deve ser devidamente eliminado e não
reutilizado – ver secção 5, Como conservar EPREX.
Se utilizar mais EPREX do que deveria
Informe imediatamente o seu médico ou enfermeiro se acha que foi injectado EPREX a
mais.
É pouco provável que ocorram efeitos secundários relacionados com sobredosagem de
EPREX.
Caso se tenha esquecido de utilizar EPREX
Administre a próxima injecção assim que se lembrar. Se está a um dia de administrar a
próxima injecção, omita a injecção esquecida e continue com o seu normal calendário de
administração. Não administre uma dose de injecção dupla.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico,
enfermeiro ou farmacêutico.
Se tem hepatite C e está a ser tratado com interferão e ribavirina
Deverá discutir esta situação com o seu médico, porque a combinação da epoetina alfa com
o interferão e a ribavirina conduz à perda de efeito e ao desenvolvimento de uma condição
chamada Aplasia Eritróide Pura (AEP), um tipo de anemia grave. EPREX não está
aprovado no controlo da anemia quando associada à hepatite C.

4. Efeitos secundários possíveis
Como todos os medicamentos, EPREX pode causar efeitos secundários, no entanto estes
não se manifestam em todas as pessoas.
Informe imediatamente o seu médico ou enfermeiro se experimentar qualquer dos efeitos
mencionados abaixo.





Efeitos secundários muito frequentes:
Podem afectar mais do que 1 em 10 doentes a utilizar EPREX.
Sintomas de tipo gripal, tais como dores de cabeça, dores nas articulações, sensação de
fraqueza, cansaço e tonturas. Estes sintomas poderão ser mais comuns no início do
tratamento. Caso experimente estes sintomas durante a injecção de EPREX, uma injecção
mais lenta pode ajudar a evitá-los.
Efeitos secundários frequentes:
Podem afectar menos do que 10 em 100 doentes a utilizar EPREX.
Aumento da tensão arterial em doentes oncológicos e em pessoas com anemia sintomática
causada por doença renal. Dores de cabeça, particularmente se estas forem súbitas, em
facada tipo enxaqueca, sentir-se confuso ou ter ataques podem ser sinais de um aumento
súbito da tensão arterial, que requer tratamento urgente. A tensão arterial elevada pode
requerer tratamento com medicamentos (ou ajuste da dosagem dos medicamentos que já
toma para tensão arterial alta).
Dor no peito, falta de ar, inchaço doloroso na perna, que podem ser sintomas de coágulos
sanguíneos (trombose).
Erupções cutâneas e inchaço à volta dos olhos (edema), que pode resultar de uma reacção
alérgica.
Se estiver a receber hemodiálise:
Podem formar-se coágulos sanguíneos (trombose) no acesso vascular. Há maior
probabilidade desta complicação se sofrer de tensão arterial baixa ou se tiver complicações
da sua fístula.
Podem também formar-se coágulos sanguíneos no seu sistema de hemodiálise. O seu
médico pode decidir aumentar a sua dose de heparina durante a diálise.
Efeitos secundários muito raros:
Podem afectar menos do que 1 em 10 000 doentes a utilizar EPREX.
Sintomas de Aplasia Eritróide Pura (AEP)
AEP significa a incapacidade de produzir glóbulos vermelhos suficientes na medula óssea.
AEP pode resultar em anemia grave e súbita. Os sintomas são:
Cansaço fora do normal;
Sentir-se tonto;
Falta de ar.
Foi muito raramente notificada AEP após meses ou anos de tratamento com EPREX ou
outros medicamentos que estimulam a produção de glóbulos vermelhos em doentes com
insuficiência renal crónica.




Se estiver a receber hemodiálise, pode ocorrer um aumento dos níveis de pequenas células
sanguíneas (denominadas plaquetas), normalmente envolvidas na formação de coágulos
sanguíneos, particularmente no início do tratamento. O seu médico verificará este
parâmetro.
Pode ocorrer vermelhidão, sensação de queimadura e dor no local da injecção.
Informe imediatamente o seu médico ou enfermeiro se tiver qualquer dos efeitos
mencionados ou se se aperceber de quaisquer outros efeitos enquanto estiver a receber o
tratamento com EPREX.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários
não mencionados neste folheto, informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

5. Como conservar EPREX
Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Não utilize EPREX após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no rótulo
após as letras VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Conservar num frigorífico (2ºC – 8ºC). Poderá retirar EPREX do frigorífico e conservá-lo à
temperatura ambiente (até 25ºC), por um período que não ultrapasse os 3 dias. Assim que a
seringa ou o frasco para injectáveis for retirado do frigorífico e tiver atingido a temperatura
ambiente (até 25ºC), terá de ser administrado ou eliminado no prazo de 3 dias.
Não congele nem agite.
Conservar na embalagem de origem para proteger da luz.
Não utilize EPREX se verificar que o selo foi violado ou se o líquido apresenta coloração
ou se observar partículas a flutuar.
Não utilize EPREX seringas pré-cheias ou frascos para injectáveis se alguma destas
situações se aplicar. Informe o seu médico ou farmacêutico.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte
ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas
irão ajudar a proteger o ambiente.

6. Outras informações
O que EPREX contém:




A substância activa é: Epoetina alfa (para a quantidade consulte a tabela abaixo).
Os outros componentes são: Polissorbato 80, cloreto de sódio, fosfato monossódico di-
hidratado, fosfato dissódico di-hidratado, glicina e água para preparações injectáveis.
Este medicamento contém menos do que 1 mmol (23 mg) de sódio por dose, ou seja, é
praticamente “isento de sódio”.
Qual o aspecto de EPREX e conteúdo da embalagem
EPREX apresenta-se com uma solução injectável em seringas pré-cheias ou frascos para
injectáveis. As seringas pré-cheias estão incorporadas num dispositivo de segurança para a
agulha (consultar tabela abaixo). Embalagens de 6 unidades. EPREX é uma solução
límpida e incolor.

Forma de apresentação
Apresentações
Quantidade de
correspondentes em
epoetina alfa
quantidade/Volume
para cada dosagem
Embalagens de seis seringas
2 000 UI/ml:

pré-cheias com dispositivo de 1 000 UI/0,5 ml
8,4 microgramas
segurança


4 000 UI/ml:

2 000 UI/0,5 ml
16,8 microgramas


10 000 UI/ml:

3 000 UI/0,3 ml
25,2 microgramas
4 000 UI/0,4 ml
33,6 microgramas
5 000 UI/0,5 ml
42,0 microgramas
6 000 UI/0,6 ml
50,4 microgramas
8 000 UI/0,8 ml
67,2 microgramas
10 000 UI/ml
84,0 microgramas
Embalagens de 6 frascos para 2 000 UI/ml:

injectáveis
2 000 UI/ml
16,8 microgramas


4 000 UI/ml:

4 000 UI/1ml
33,6 microgramas


10 000 UI/ml:

10 000UI/1ml
84,0 microgramas

Pode ocorrer que nem todas as embalagens estejam comercializadas.





Titular da autorização de introdução no mercado:
Janssen-Cilag Farmacêutica, Lda.
Estrada Consiglieri Pedroso nº 69 A – Queluz de Baixo
2734-503 Barcarena
Tel.: 21 436 88 35
Fabricante:
Centocor BV
Einsteinweg 101
2333 CB
Leiden
Netherlands
Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espaço Económico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:
Áustria:
ERYPO
Bélgica:
EPREX
Alemanha:
ERYPO
Dinamarca: EPREX
Grécia:
EPREX
Finlândia:
EPREX
França:
EPREX
Irlanda:
EPREX
Itália:
EPREX
Luxemburgo: EPREX
Holanda:
EPREX
Portugal:
EPREX
Espanha: EPREX
Suécia:
EPREX
Reino Unido: EPREX
Este folheto foi aprovado pela última vez em