ACIDUM BENZOICUM

Para que serve folheto informativo, informação para o utilizador

Folheto / Bula do Medicamento


Recomendações

  • Sempre verifique que não é alérgica a nenhum dos componentes
  • Lembre-se, sempre verifique com seu médico, a informação que nós oferecemos é indicativa e não de forma alguma substituir a de seu médico ou outro profissional de saúde.


ACIDUM BENZOICUM


C7H6O2 ; 122,12

Sinonímia homeopática. Benzoic acid.

Nome químico. ácido benzeno-carboxílico, ácido benzóico.


DESCRIÇÃO

Caracteres físico-químicos. Pó branco microcristalino ou cristais incolores; inodoro ou com odor
fraco e característico.

Solubilidade. Facilmente solúvel em etanol (1:5), clorofórmio (1:5), éter (1:3) e em óleos e
gorduras; solúvel em água fervente; pouco solúvel em água fria (1:300).

Faixa de fusão (V.2.2) F. Bras. IV. 121 ºC a 124 ºC (com sublimação).

Incompatibilidades. Compostos quaternários, sais de cálcio, sais de ferro, sais de metais pesados,
tensoativos não-iônicos, caulim, preparações vegetais diversas (tinturas, extratos fluídos, maceratos,
infusos, decoctos), benzoatos solúveis, salicilatos solúveis, cianetos alcalinos e metálicos, metais
em geral, glicosídeos e preparações tânicas. Praticamente inativo em preparações com pH superior a
5,0.


ESPECIFICAÇÃO

Contém, no mínimo, 99,0 % e, no máximo, 100,5 % de C H O .
7
6
2


IDENTIFICAÇÃO

A. Em tubo de ensaio, aquecer até a fervura, 0,1 g da amostra adicionada de 5 ml de água
purificada e de 0,1 g de carbonato de cálcio. Filtrar. Ao filtrado acrescentar 2 gotas de solução de
cloreto férrico a 1% (p/V). Observa-se a formação de precipitado róseo.

B. Em tubo de ensaio, aquecer 0,1 g da amostra adicionada de 10 ml de água purificada e 1 ml de
NaOH M. Filtrar. Ao filtrado acrescentar 1 gota de solução de cloreto férrico a 1 % (p/V). Observa-
se a formação de precipitado pardo-avermelhado.

C. Em tubo de ensaio, colocar 0,1 g da amostra e acrescentar 15 ml de metanol e 10 gotas de ácido
sulfúrico concentrado. Aquecer até a fervura. Observa-se odor característico e agradável de
benzoato de metila (essência de Niobe).

D. Repetir a reação anterior, nas mesmas condições, substituindo o metanol por etanol. Observa-se
odor característico e agradável de benzoato de etila.

E. Em tubo de ensaio, colocar 0,01g da amostra, acrescentar 10 ml de água purificada, 3 gotas de
solução de cloreto férrico a 10 % (p/V), 3 gotas de água oxigenada de 30 volumes e 3 gotas de
solução de sulfato ferroso a 3 % (p/V). Observa-se, após 30 segundos, coloração violeta, a qual
atinge o máximo de intensidade após 5 - 10 minutos.


ENSAIOS DE PUREZA

Metais pesados (V.3.2.3. – Método I) F. Bras. IV. Dissolver 0,5 g da amostra em 20 ml de acetona;
adicionar 2 ml de água purificada e 10 ml de solução de sulfeto de hidrogênio SR. A coloração
produzida não deverá ser mais intensa do que aquela obtida pela mistura de 20 ml de acetona, 10 ml
de solução de sulfeto de hidrogênio SR, 1 ml de água purificada e 1 ml de solução-padrão de
chumbo. No máximo 20 ppm.

Ácido cinâmico. Em tubo de ensaio, dissolver 0,1 g da amostra com 10 ml de água purificada,
aquecendo até a dissolução completa. Deixar esfriar. Adicionar à solução 3 gotas de solução de
permanganato de potássio a 1 % (p/V). Não deve haver descoramento e nem desprender odor de
aldeído benzóico (amêndoas amargas).

Resíduo por incineração (V.2.10.) F.Bras. IV. Usar 10 g da amostra. Limite máximo 0,05 % (p/p).


DOSEAMENTO

Dissolver cerca de 0,5 g da amostra, com precisão de 1 mg, em 15 ml de etanol, a quente. Adicionar
20 ml de água purificada. Titular com solução padronizada de hidróxido de sódio 0,5 M utilizando
como indicador fenolftaleína SI. 1 ml da solução padronizada de hidróxido de sódio 0,5 M equivale
a 0,061 g de C H O .
7
6
2


CONSERVAÇÃO

Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado.


FORMAS DERIVADAS

Ponto de partida. Ácido benzóico (C H O ).
7
6
2

Insumo inerte. Utilizar Lactose até 3CH ou 6 DH e para as demais, seguir a regra geral de
preparação de formas farmacêuticas derivadas.

Método. Hahnemanniano (XI. I), Korsakoviano (XI.II), Fluxo Contínuo (XI.III); Farm. Hom. Bras.
II, 1997.

Dispensação. A partir da 1CH ou 2DH seguindo regra geral de dispensação.

Conservação. Em frasco de vidro neutro, âmbar, bem fechado
Document Outline ACIDUM BENZOICUM Solubilidade. Facilmente sol